Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Assaduras’ Category

Veja aqui a 1ª parte: 21 maneiras naturais de tratar as assaduras do bebê 

www.med.umich.eduDIRETRIZES ALIMENTARES para ASSADURAS

Garanta que seu filho esteja bebendo bastante água. Ajuda a diluir os ácidos irritantes na urina e nas fezes.

A lactante deve eliminar possíveis alimentos alergênicos de sua dieta. Dentre os possíveis agressores encontram-se frutas e sucos cítricos, laticínios, quantidades excessivas de fermentos, açúcar e cafeína.

Beba muita água mineral para diluir qualquer substância nociva que possa estar sendo transferida para o bebê através do leite materno.

A assadura pode estar relacionada à introdução de novos alimentos, principalmente alimentos que fazem com que as fezes tornem-se mais ácidas e irritantes à pele do seu bebê.

Alguns especialistas pensam que um novo alimento, causador de uma reação, deve ser eliminado para sempre da dieta.

Outros crêem que o novo alimento é de difícil digestão apenas porque o organismo não está familiarizado com ele e que, após o corpo do seu filho ter se adaptado, a reação não ocorrerá mais.

Uma regra útil que alia essas duas perspectivas é observar seu filho atentamente. Se aparecer uma erupção sempre que for dado um determinado alimento, elimine temporariamente esse alimento. Poderá reintroduzi-lo quando seu filho estiver um pouco mais velho.

Se crê que a assadura do seu filho possa estar relacionada a uma alergia alimentar, talvez queira experimentar uma dieta de eliminação. No entanto, leva tempo para descobrir alergias alimentares dessa forma.

No caso de assaduras, use primeiramente medidas tópicas e preventivas.

LACTOBACILOS

Os suplementos de lactobacilos são importantes para o bebê ou lactante com Candida.

Essa infecção comum por fungo cede com Lactobacillus acidophilus ou bifidus.

A lactante pode tomar uma dose regular para adultos, conforme indicado no rótulo do produto.

O bebê que toma mamadeira pode tomar 1/8 a ¼ de colher de chá diariamente, no leite, durante duas a três semanas ou até mesmo durante mais tempo, em casos crônicos.

Se a erupção estiver extremamente seca, abra uma cápsula de vitamina E (óleo) e esfregue-a na pele a cada troca de fralda.

PREVENÇÃO

  • Exponha o bumbum do seu bebê ao ar fresco e à luz do sol sempre que possível.
  • Use fraldas de pano, que não irritam e são arejadas, e prenda-as com alfinete sem apertá-las, para que o ar possa penetrar na pele. Troque a fralda do seu bebê pelo menos oito vezes por dia.
  • Use um sabão neutro quando lavar as fraldas do seu bebê e enxágüe as fraldas muito bem. Se estiver usando fraldas descartáveis por considerar inconveniente lavar uma grande quantidade de fraldas, considere um serviço de fornecimento de fraldas de pano. Esse tipo de serviço está em voga e compensa o investimento. Na verdade, pode ser mais barato usar um serviço de fornecimento de fraldas, do que comprar fraldas descartáveis.
  • Prepare uma mistura de bicarbonato de sódio e use-a na área da fralda.
  • A cada troca de fraldas, esfregue loção ou creme de calêndula ou vitamina E na pele do seu bebê.

Fonte:

Dicas para tratamento de assaduras, retiradas do livro Guia médico para a saúde infantil – Janet Zand, Rachel Walton e Dr. Bob Rountree – Ed. Campus, 1997.

Veja também:

Dermatite atópica x alergia ao leite de vaca

Como controlar os gases

Anúncios

Read Full Post »

21 maneiras de tratar as assaduras do bebê

Dificil não sofrer quando elas aparecem, pois sofre o bebê e toda a familia.

As lesões na pele causadas pelas assaduras podem ulcerar ou inflamar, ocasionando em infecções, geralmente tratadas com antibióticos ou anti-inflamatórios prescritos pelo médico.

Assaduras podem ocorrer por contato com substâncias quimicas, ou mesmo enzimas presentes nas fezes e urina, fraldas, sabonete perfumado, sabão em pó, talco, etc.

O contato prolongado com resíduos de fezes e urina, e o calor da área coberta com fraldas, liberam amônia produzida pelo organismo, queimando a pele.

Assaduras provocadas por fungos parecem micose, sendo mais ressecadas. Comumente, é conhecida entre as mulheres mais velhas como candidíase.

Pode ser reconhecida pela maneira como a pele se apresenta, de um vermelho vibrante, liberando água corporal. É lisa, brilhante e muito dolorida.

O excesso de antibióticos e outros medicamentos acentuam o problema, mas não são agentes causadores diretos.

Ao exterminarem bactérias nocivas, atingem também as colônias benéficas presentes no organismo humano, favorecendo o crescimento dos micro-organismos prejudiciais.

Algumas sugestões:

1) Troque a fralda em tempos menores (2 horas, no máximo), mesmo que estejam secas, evitando a proliferação de micro-organismos devido ao calor da região afetada;

2) Deixe a fralda aberta o máximo de tempo possível, para que a cicatrização seja mais eficaz. Monitore para evitar picadas de insetos;

3)  Evite lenços umedecidos, perfumados ou não, e papel higiênico. Irritam a pele e promovem o crescimento de bactérias;

4) Se possível, opte por fraldas de pano até desaparecer o problema, que permitem que a pele “respire”.

5) Lave a região afetada em todas as trocas de fraldas.

6) Na impossibilidade de lavagem, limpe com algodão embebido em água e sabonete neutro, até que a assadura diminua.  Enxague bem e aplique pomada;

babycry_mnncom7) Banho de imersão em água morna é curativo e eficaz. Misture a água com chá de camomila, calêndula ou melissa, que são calmantes;

8) Alho e orégano podem ser utilizados em casos de infecções, de maneira simples. Faça um chá forte, e enxague o local;

9) Utilize bicarbonato de sódio no enxague, diluindo uma colher para cada 3 litros de água, ao lavar o local afetado;

10) Lave a região com água de arroz.  Coloque 1 xicara de arroz para cozinhar em 1/2 litro de água. Deixe ferver. Espere esfriar. O cozimento libera o amido, e também previne contra possiveis contaminações;

11) Faça banho de assento com água de aveia, água com bicarbonato (2 colheres de sopa para cada litro) ou água de arroz, para aliviar as dores e cicatrização mais eficaz;

12) Utilize pomada de calêndula, que é cicatrizante e ainda elimina a dor.

13) Ao limpar os resíduos de pomada das genitais, use óleo de amêndoas ou girassol (puro), que são antioxidantes, cicatrizantes e hidratantes;

Não coloque os dedos na pomada. Utilize sempre um cotonete. De qualquer maneira, lave muito bem as mãos e, se preciso, passe álcool gel;

14) Evite o uso prolongado de medicamentos industrializados, especialmente em meninas, pois afetam a flora bacteriana local. Com o tempo surgem irritações e inflamações vaginais.

15) Se houver episódios de diarreia, após o uso do banheiro ou algum recipiente destinado ao mesmo fim, lave tudo com produtos antibacterianos, destinados á limpeza da casa;

16) Desinfete o local do banho (banheira e box do banheiro), com bicarbonato de sódio ou hipoclorito (água sanitária)

17) Troque as roupas pessoais e as de cama com frequência. Lave utilizando algum tipo de germicida. Não misture com peças de outras pessoas;

18) Lave fraldas de pano, calcinhas e cuequinhas com sabão neutro. Se necessário, enxague com bicarbonato de sódio.

Não utilize sabão em pó, produtos perfumados como amaciantes ou sabões liquidos, e água sanitária na lavagem das roupas;

19) Não forneça alimentos que aumentam a acidez do organismo como leite de vaca integral, queijos, chocolate ao leite, café, chá mate, bebidas gaseificadas, açúcar, farinhas refinadas e produtos que possuem xarope de milho, ácido cítrico ou outros acidulantes;

20) Forneça diariamente alimentos ricos em pró-vitamina A,  para auxiliar na cicatrização dos tecidos. Aproveite as espécies ‘amarelas’: cenoura, abóbora, manga, etc.

21) Ofereça alimentos ricos em Zinco, que protege o organismo com sua ação antioxidante e aumento da imunidade. Principais fontes: arroz integral, aveia, feijão, grão de bico, ervilhas, etc.

Atençao!

Não utilize qualquer medicamento sem consultar o pediatra, mesmo que pomadas contra assaduras.

FONTE:

Guia de Alimentação Infantil – Com dicas de cuidados para crianças especiais. 2003. Nana Guimarães.

MAIS DICAS: Assaduras do bebê : Como tratar
> Dicas para tratamento de assaduras, retiradas do livro Guia médico para a saúde infantil – Janet Zand, Rachel Walton e Dr. Bob Rountree – Ed. Campus, 1997.

Read Full Post »