Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Água para o bebê’ Category

Por inúmeros motivos, bebês e crianças necessitam de mais água que adultos, proporcionalmente a seus tamanhos.

São mais ativos, perdem água mais rapidamente, estão em crescimento constante, necessitam de auxilio para regular a temperatura do corpo, transportar nutrientes pelas células todas e ainda eliminar toxinas e realizar a digestão dos alimentos.

Nós, adultos, também precisamos. Porém, é comum a água, elemento mais abundante na nossa natureza, ser solenemente ignorada em praticamente todos os lares.

Muitas vezes, a oferta de refrigerantes e bebidas industrializadas substitui a água pura, e traz consigo alimentação pobre em vegetais, prisão de ventre, constipação, cólicas e, ainda pior, desidratação.

A quantidade de água que uma criança deve tomar ao dia pode variar de acordo com seu tamanho, peso, atividade física, temperatura ambiente e alimentos que consome ao dia.

INGESTÃO ADEQUADA H2O

BEBÊS

Idade em meses

0 – 6

0,7*

7 – 12

  0,8**

Idade em anos

1-3

1,3

4-8

1,7

SEXO FEMININO

9-13

2,1

14-18

2,3

19-70

2,7

SEXO MASCULINO

9-13

2,4

14-18

3,3

19-70

3,7

* Quantidade média estimada de ingestão de água total (Leite materno)
**Quantidade média estimada de água total (Leite materno + outros alimentos)
Fonte: IOM (Institute of Medicine/USA)

Bebês amamentados recebem toda a água de que precisam através do leite materno, que tem 88%  de água em sua composição. Instintivamente, esses pequenos sabem do quanto precisam, e são capazes de demonstrar sede nas diferentes maneiras de sucção.

Dependendo da temperatura, umidade, peso e grau de atividade, as necessidades diárias de líquidos para bebês saudáveis varia de 80-100 ml/kg na primeira semana de vida até 140-160 ml/kg, entre os 3-6 meses. Estas quantidades são disponibilizadas pelo leite materno, por si só, caso o aleitamento materno seja exclusivo.
(Fonte: Linkages)

Uma das principais funções da água é retirar do organismo, através da urina e suor, principalmente, o excesso de solutos.

Solutos são substâncias metabolizadas pelos rins (como sódio e potássio, por exemplo).

Apesar de ainda imaturos, até aproximadamente o terceiro mês de vida os rins do bebê amamentado exclusivamente conseguem manter seus organismos hidratados e equilibrados. Isso acontece porque o leite materno tem poucos solutos.

Já os bebês amamentados com fórmulas artificiais ou leite integral em pó precisam beber pequenas quantidades de água entre as mamadas. Isso serve também para os maiores de 1 ano.

A quantidade de solutos provenientes do consumo de proteína animal pode sobrecarregar o funcionamento dos rins. O pediatra deve estar ciente disso, calcular a quantidade correta e orientar sobre a oferta diária.

Siga corretamente as instruções no preparo de mamadeiras para bebês e menores de 2 anos.  Para menores de 06 meses, não misture a fórmula com outro leite, tipo de bebida ou frutas.

A baixa ingestão de água por crianças e bebês que consomem apenas fórmula ou leite artificial (antes de iniciar a alimentação complementar), pode levar á desidratação corporal e ressecamento das fezes, devido á composição do produto. Daí, mais uma vez, cólicas, prisão de vente, choros noturnos, irritação…

Só que, dar água á vontade a um bebê também não é nada bom. Água em excesso é excretada pela urina.

Todavia, os rins possuem uma capacidade máxima para realizar seu trabalho. Se passar do limite, é problema na certa.

E substituir leite materno ou fórmula por outros líquidos (água, chás, sucos, leite integral), pode ocupar o pequeno espaço do estômago do bebê, diminuindo seu apetite e prejudicando sua nutrição.

Mas, então, quanto dar de água para um bebê ou criança, ao dia?

Não existe uma quantidade de ingestão de água recomendada, ao dia, no Brasil. A tabela acima tem como base estudos americanos e canadenses. Talvez, por isso, pareça assombrosamente alta para nossas crianças.

Considere também a água dos alimentos e a água que utiliza nas receitas nos cálculos das quantidades totais consumidas ao dia.

Comumente, ouvimos falar em algo em torno de 4 a 6 copos de 200 ml por dia, cerca de 800 ml a 1,2 l. Ajuda muito, mas se a criança é das que agitam todas, vai precisar de mais.

Atenção se o bebê manifestar muita sede. Mais uma vez: siga corretamente as orientações de preparo da mamadeira, com as quantidades de água e pó adequadas.

Para maiores: 

Outra forma de calcular a quantidade de consumo ao dia é utilizando fórmula de bolso. Em geral, crianças devem consumir cerca de 50 a 60 ml/Kg de peso.
Para os lactentes, é cerca de 150 ml/Kg peso.

1) A maioria das crianças, hoje em dia, precisa de uma força dos adultos, para lembrarem-se de ingerir o suficiente ao dia. Se os pais não comem frutas, também não comem, se os pais não bebem água, também não bebem…Ofereça água em copinho de transição, ou copo comum, de acordo com a idade;

2) Dê a quantidade total fracionando as doses. Estipule um limite diário até aproximar da quantidade indicada acima;

3) Para bebês em aleitamento artificial ofereça sempre a água após filtrar, ferver e resfriar antes de servir;

4) Não dê água mineral para os bebês, pois a composição de nutrientes, como o sódio e flúor, podem ser maiores ou menores que a necessidade diária.

5) Sucos, refrigerantes, chá, café e todos os alimentos contêm água, mas devemos dar preferência ao consumo da Água pura.

FONTES

Dados da Tabela de Ingestão Adequada (AI):
Institute of Medicine. Washington D.C. Dietary Reference Intakes for Water, Sodium, Potassium, Chloride and Sulfate

LINKAGES: Programa sobre Aleitamento Materno, Amenorréia da Lactação, Alimentação Complementar Relacionada e Nutrição Materna

MAIS:

AI, QUE CALOR!!!

ÁGUA NOS ALIMENTOS

NO COPINHO É BEM MELHOR!!

BEBER UMA ÁGUA DE COCO… É BOM!*

QUANTIDADE DE ÁGUA PARA BEBÊS E CRIANÇAS _ I

Read Full Post »